sexta-feira, 17 de setembro de 2010

I sing you to sleep.


Não sei se daqui há alguns anos eu ainda vou sentir isso. Não sei se amanhã eu ainda vou sentir isso. De qualquer jeito, eu sinto agora. Eu quero (você) agora. Sabe o quanto é difícil para mim falar isso, você sabe. Eu liguei o modo "desativar emoções" há algum tempo, e você foi lá e ferrou a fiação inteira. Infiltrou-se como um vírus e foi infectando tudo. No começo eu achei que meus anticorpos dariam jeito na situação. Contudo, você os deteriorou também. Seguiu o caminho mais fácil e rápido para o destino e quando percebi, já estava terminalmente doente. De fato, você cresceu em mim mais rápido do que eu consegui me defender. Tenho de repetir a mim mesma todos os dias na frente do espelho: Eu não gosto dele. Eu não gosto dele. Talvez algum dia eu me convença disso. Talvez um dia a gente se encontre por aí. Numa estrada, em um show, em uma rua deserta. Eu e você. Você e eu. Não vou te abraçar para que não consiga sentir saudade. Deixa tuas chaves no bolso e fecha os olhos. Pode me chamar de fria, calculista, me xingar do que você quiser. Só nunca esqueça que um dia eu consegui amar você. Se eu ficar por aqui, cara, eu vou morrer. Mesmo que talvez daqui há alguns eu me arrependa de tudo isso, fico com lembranças boas de ti. De nós. De tudo. Porque toda vez que eu acordo e cada raio do sol que entra pela minha janela me faz lembrar você. E mesmo se eu fosse para um lugar frio eu lembraria de você e de suas piadas bobas sobre qualquer coisa que eu fosse alérgica. Não vou dizer que não vou pensar em você. Só quero cuidar mais de mim, quero ser a melhor pessoa que eu conseguir ser. Algum dia eu volto. Mas não espere por mim. Eu respiro, respirava antes de você e vou continuar respirando sem nunca ter tido você. Deixa que sejam todos os dias bonitos de nossa estada à distância as melhores lembranças, porque viver está cada vez mais difícil.

14 comentários:

  1. Mais uma vez, magnífico. Seus textos me deixam sem palavras. É uma emoção atrás da outra, como um carrossel mágico que nunca parara de funcionar.

    ResponderExcluir
  2. Você só me surpreende, você só se supera. Adoro seus textos, gostei muito desse.

    ResponderExcluir
  3. Eu tbm passei por isso... A gnt cria barreiras mas sempre tem alguem que se infiltra pelas falhas e conquista nosso coração. :S


    Meu Blog a quem quiser visitar:

    http://codignolle.blogspot.com

    Meu Twitter a quem tiver:

    http://twitter.com/guicodignolle

    o/

    ResponderExcluir
  4. bom é olhar o passado e perceber que fomos muito apaixonadas por alguém, que aquele sentimento que cresceu descontroladamente dentro da gente, nos fazia um bem enorme. só que melhor que tudo isso, é olhar o presente e não sentir saudade do passado. (:

    beijas, coração :*

    ResponderExcluir
  5. É aquela coisa de não ser correspondido né? Quem não passou por isso nessa vida?? Acho que é com essas situações que aprendemos a ser mais fortes e a prestar mais atenção na vida e em quem realmente vale a pena, mas enquanto a gente não abre o olho pra isso, a gente sofre...

    Bjs =)

    ResponderExcluir
  6. Lá na frente tm sempre algo melhor e mais interessante pra gente.
    Fiz umas mudanças no meu blog:
    www.vanessamonique.blogspot.com
    @vanimonique
    :*

    ResponderExcluir
  7. Juro, muito parecido com minha historia, a única diferença é que atualmente o jogo se inverteu, quem corre atrás de alguém hoje, não sou eu, rs.

    Amei o blog! Estou seguindo.

    Um beijo! ;*

    ResponderExcluir
  8. que bonito seu texto. sei como você adora esse filme. :) já pensei em tentar me convencer de que não gosto dele. a gente sempre busca saída em nós mesmos, mas tem algumas pessoas que sabem desarmar qualquer código de segurança. gostei mesmo, beijos

    ResponderExcluir
  9. Parece muito comigo. Até da música eu gosto.

    ResponderExcluir
  10. Muito legal o texto. Você escreve muito bem mesmo. Gostei muito dessa parte: " Tenho de repetir a mim mesma todos os dias na frente do espelho: Eu não gosto dele. Eu não gosto dele. Talvez algum dia eu me convença disso." Me identifiquei muito com o texto.

    Muito legal o blog. Tem um selinho pra você aqui:
    http://ignorem-me.blogspot.com/p/selinhos.html

    Beijos! :*

    ResponderExcluir
  11. Engraçado ler palavras que descrevem também meus sentimentos. Quando um sentimento indeterminado invadiu meu coração, fiquei meio desnorteada. Achei que fosse efêmero. 'Não sei se ainda vou sentir isso amanhã', só sei que ainda sinto. Não sei se vai acabar quando começar, mas no fundo, gosto de sentir. Adoro seu blog :*

    ResponderExcluir
  12. Que letra linda e triste, não conhecia a música rsrs, sou uma negação musical :P

    beijooo

    ResponderExcluir
  13. Humm. Gostei.
    Tô me sentindo assim.

    Quero fugir, mas já não dá mais...
    É mais forte que eu. u.u

    Tava com saudades daqui. :)

    =*

    ResponderExcluir

Talk talk talk / Don't you know where you want to go /
Start something new, that you know where you want to go